Um Estudo em Romanos





A OBEDIÊNCIA DE FÉ
a. Esta é a meta que Deus tinha em mente quando entregou o apostolado a Paulo.
b. O ministério de Paulo, ou seja a pregação do evangelho de Deus, tem como meta que os homens que o escutem tenham FÉ e como consequência sejam OBEDIENTES (compare 15:18).
c. A frase traduzida a obediência à fé é do grego jupakoen pisteos que significa literalmente
“obediência de fé”. Outras versões reflectem melhor o sentido literal do grego:

(1) “Para a obediência da fé (Reina e Valera Actualizada).
(2) “A obediência que provém da fé” (Nova versão Internacional).
(3) “Creiam nele e lhe obedeçam” (Deus fala Hoje).

d. O conceito da obediência da fé também concorda com outros ensinos do Novo Testamento que UNEM a fé verdadeira e a obediência. A obediência é o resultado natural de ter fé verdadeira e a obediência que Deus aceita tem que ser por causa de ter fé, Veja, por exemplo, Hebreus 11:4-10; Colossenses 2:12,13; Tiago 2:17-26. É uma fé que obedece e ao mesmo tempo obediência à fé que Deus revelou.

e. Esta frase a obediência à fé, ou como prefiro em base a outras versões, a obediência da fé é um conceito de muita importância em Romanos. O menciona especificamente ao princípio e ao final da carta (16:26). E esta frase nos ajuda a não mal entender outras declarações em Romanos sobre ser justificado ou salvo POR FÉ sem as obras da lei (Romanos 1:16,17; 3:28; e muitos mais). NÃO está a dizer que o homem seja justificado por uma fé que não obedece MAS que o homem não é justificado por obedecer perfeitamente uma lei como a do Antigo Testamento. É justificado pela sua confiança (fé) em Jesus Cristo, mas esta confiança ou fé é uma fé obediente. A fé que justifica inclui a obediência porque a vontade de Deus, a Sua meta quando se anuncia o evangelho é A OBEDIÊNCIA DA FÉ ou seja FÉ OBEDIENTE.

 Creditos by Discipulado
SHARE

Aquila Luiz

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image